Nordestinos foram os grandes derrotados com a rejeição da PEC de reeleição das Mesas; alguns foram algozes.



(Brasília-DF,20/05/2004) Os nordestinos foram os grandes derrotados e algozes com a rejeição da PEC da reeleição das mesas diretoras, ontem à noite, na votação de plenário na Câmara Federal

O autor da proposta foi o deputado alagoano Benedito de Lira(PP). Os nordestinos foram os que fizeram, ontem, uma homenagem, a primeira do dia, ao presidente da Câmara, João Paulo Cunha(PT-SP) – com direito a entrega da imagem símbolo do grupo, o Padre Cícero.

Na oportunidade, os deputados coordenadores nordestinos, levaram numa quarta-feira, o dia mais movimentado no Congresso com muitas audiências e votações assim como pauta cheia nos Ministérios – 55 dos 151 parlamentares da bancada, mesmo se destacando que algo como cinco deles eram de bancadas de outras regiões que foram prestigiar o presidente da Câmara.

O outro nordestino que poderia ser favorecer com a PEC da reeleição seria o senador José Sarney(PMDB-AP), presidente do Senado. Os nordestinos fizeram questão de fazer uma balanço, no café de ontem, apontando os avanços da bancada com a chegada de João Paulo ao comando da Câmara.

Algumas bancadas como a do Piauí, dos 10 deputados, a Politicareal apurou que 9 votaram com a proposta de reeleição – o único que estava disposto a votar contra era o único petista do grupo, o deputado Nazareno Fonteles(PT-PI). Ele se encantou com um dos discursos mas fortes contra a proposta de reeleição, que foi feito pelo deputado Paulo Delgado(PT-MG). Teriam sido derrotados nomes importantes na Câmara, como o líder do PFL, José Carlos Aleluia(BA),- ele liberou a bancada – e o presidente da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara, CCJ, o deputado Maurício Rands(PT-PE) ou o deputado Inácio Arruda(PC do B-CE), que vem a ser um dos deputados comunistas mais respeitados na casa – ele, particularmente, defendia a reeleição apesar do PC do B, dirigido pelo irmão de Renan Calheiros, o deputado Renildo Calheiros(PC do B-PE), ter se posicionado contrário.

O deputado José Pimentel(PT-CE) foi outro nordestino importante que acabou derrotado, pois fora um atuante defensor da proposta de reeleição.

Na Bahia, foram os deputados ligados a ACM que mais trabalharam pela proposta de reeleição, alguns deles ficaram até o final da votação, beirando à meia-noite ou zero hora desta quarta.

A discussão do substitutivo ao projeto de Benedito de Lira( PEC nº 277/2004) deverá ir a segundo turno na semana que vem, mas tudo indica que a situação da reeleição só vai ficar mais difícil.

ALGOZES – Há informações que os mais fortes articuladores contrários a tese foram alguns nordestinos, tendo è frente o senador Renan Calheiros(PMDB-RN), o ministro Eunício Olveira(PMDB-CE), o presidente do PPS, deputado Roberto Freire(PPS-PE) e o primeiro secretário da Câmara, Gedeel Vieira Lima(PMDB-BA).

. O coordenador da Bancada do Nordeste, deputado Roberto Pessoa(PL-CE), se disse contrário a reeleição mas reconhecia muitos méritos em João Paulo – “ ele merece” . Ele foi o principal responsável, junto com o deputado Ariosto Holanda(PSD-CE), pela convite da bancada que homenageou João Paulo.

Dos 151 deputados da bancada nordestina, compareceram para votar ontem à noite 125. As bancadas mais presentes foram as da Piauí, Ceará e Maranhão. A do Piauí foi a única que contou com todos os parlamentares, exercício. Na do Maranhão só faltou um parlamentar .

( da redação, coordenação de Genésio Araújo Junior)

Outras notícias

BANCADA DO NORDESTE: Átila Lira pede que General Ramos libere os restos a pagar das emendas parlamentares; Bosco Costa quer saber qual o projeto do governo Bolsonaro para revitalizar o São Francisco

27/11/2019 às 00:00

(Brasília-DF, 27/11/2019) O deputado Átila Lira (PP-PI) pediu nesta quarta-feira, 27, que o ministro General Luiz Eduardo Ramos – responsável pela articulação política do governo do presidente Jair Bolsonaro, libere o quanto antes os restos a pagar das emendas parlamentares ao Orçamento da União de 2.018. Já o deputado Bosco Costa (PL-SE) perguntou ao ministro […]

Notícias por estado
Apoiam esta ideia