Terça-feira, 25 de setembro de 2018
» Busca interna
» Busca no Google
» Órgãos federais
» Governo federal
» Senado
» Câmara
» STF
» TSE
» STJ
» TCU
» Estados
» Alagoas
» Bahia
» Ceará
» Maranhão
» Paraíba
» Pernambuco
» Piauí
» Rio Grande do Norte
» Sergipe
» Políticos
Escolha o Partido
» Notícias via email
» Jornais online
» Últimas Notícias
Danilo Forte sugere inclusão de ferrovia no PPI “para que se tenha coerência na aplicação dos recursos”
09/12/2016 - 17:48h - Gil Maranhão
( Publicada originalmente às 18h00 do dia 07/12/2016)



(Brasília-DF, 08/12/2016) O deputado federal Danilo Forte (PSB-CE) sugeriu nesta quarta-feira, 07, durante o Café da Manhã da Bancada Parlamentar do Nordeste no Congresso Nacional, que a Ferrovia Nova Transnordestina seja incluída novo programa de concessões do governo federal – o PPI (Programa de Parcerias de Investimentos)

A ideia, segundo ele, é possibilitar “a coerência na aplicação dos recursos”. O parlamentar cearense criticou o montante de recursos que as obras da ferrovia já consumiram nos três estados de sua abrangência – Piauí, Ceará e Pernambuco -, desde o inicio da sua construção, em 2006.

Iniciada ainda no primeiro governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, com previsão para ser entregue em 2010, com um custo estimado em R$ 5,42 bilhões, com uma extensão prevista de 1.728 km, a Transnordestina já tem teve de acrescimento de recursos em torno de R$ 7 bilhões.

“Papa dinheiro”

Ao todo, já foram aplicados na ferrovia mais de R$ 10 bilhões e a obra está paralisada e com o seu cronograma totalmente defasado.

“É muito dinheiro para levar nada a lugar nenhum”, criticou Danilo Forte. O deputado classificou a obra de um “papa dinheiro” que, segundo ele, “até agora não tem utilidade nenhuma.”

“Estão pedindo mais R$ 3 bilhões. Daqui há pouco vão pedir mais 3, mais 4 , mais 6 bilhões, porque desde o inicio da obra esse contrato foi errado”, prosseguiu.

Auditoria do TCU

Danilo Forte sugeriu que o Tribunal de Contas da União (TCU), que está fazendo uma auditoria no contrato, “averiguar a real aplicação ou não desses recursos”.

Ele defende qualquer decisão da Bancada do Nordeste no Congresso Nacional em relação à ferrovia “tem que ser posterior ao trabalho do TCU.”

Incluir no PPI

O parlamentar sugeriu ao governo federal chamar os responsáveis por esse contrato, “e fazer uma rescisão com relação ao que o contrato reza” e em seguida colocar no novo programa de concessões públicas, o PPI ( Programa de Parcerias de Investimentos)

“Porque aí a gente tem a segurança de que a empresa terá obrigação de executar com coerência, dentro de um projeto bem elaborado e dando etapa útil ao projeto, pois até agora só temos visto o desmonte do que era a REFFSA”, argumentou.

O deputado reclamou que até agora, no estado do Ceará, “não tem um metro de estrada de ferro construído.”

Relevância

Questionado sobre a relevância da ferrovia Transnordestina para os três estados envolvidos na obra, Danilo Forte foi enfático. “A concepção da ferrovia é muito importante, principalmente agora da duplicação do Canal do Panamá, porque ela tenta escoar a produção do Nordeste, Norte e do Centro-Oeste via os portos do Nordeste, principalmente do Ceará, Maranhão e Pernambuco, o que é fundamental.”

Ele disse que além de dar fluxo, “vai diminuir o trajeto que muitas das vezes os navios tem que fazer do Canal do Panamá até o porto do Sul do País, como Paranaguá (PR), São Francisco do Sul (SC) e outros, que leva mais de 9 mil quilômetros para ir e voltar. Isso é um custo adicional para o produto nacional.”

“Por outro lado, nós também temos que ter a coerência da boa aplicação dos recursos. Não podemos, num País de tantas denúncias e tantos desvios, se colocar recursos interminantemente e não vermos a obra ser concluída”, acrescentou.

(Por Gil Maranhão – Agência de Notícias Política Real. Edição: Genésio Jr.)
Mais Notícias
04/09 | 19:16h -
“Queremos que governo restabeleça texto original de medida que renegocia as dívidas de agricultores do Nordeste e do Norte”, diz Júlio César

04/07/2018 - 16:16h - Genésio Araújo Jr. (Brasília-DF, 04/07/2018) O coordenador da Bancada parlamentar do Nordeste no Congresso Nacional, deputado Júlio César (PSD-PI), ...
04/07 | 16:14h - Genésio Araújo Jr.
Bancada do Nordeste até tentou, mas Eunício Oliveira não irá devolver a MP que anulou renegociação da dívidas rurais; ele disse que não iria criar problema institucional

03/07/2018 - 22:59h - (Brasília-DF, 03/07/2018) A Bancada do Nordeste, especialmente na Câmara dos Deputados até que tentou, mas o presidente do Senado e do Congresso Nac...
03/07 | 22:58h -
Movimento Nordeste Forte quer aprovar projeto que prorroga incentivos para o Nordeste e Norte; Centro-Oeste poderá ser atendido, também

08/05/2018 - 16:00h - Genésio Araújo Jr. (Brasília-DF, 08/05/2018) O movimento Nordeste Forte, conduzido por federações das indústrias do Nordeste, e um grupo de federaçõ...
08/05 | 16:16h - Genésio Araújo Jr.
Júlio César afirma que bancadas do Norte e Nordeste irão pressionar o governo pela retirada dos vetos presidenciais da lei de renegociação de dívidas rurais

15/03/2018 - 20:00h - Genésio Araújo Jr. (Brasília-DF, 15/03/2017) Em reunião com o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, nove parlamentares do Norte e Nordest...
15/03 | 18:56h - Gil Maranhão
Banco da Amazônia quer prorrogação de lei renegociar de débitos rurais, que vai beneficiar 15 mil produtores rurais do Norte

(Brasília-DF, 15/03/2018) O diretor de Crédito do Banco da Amazônia (Basa), Francimar Maciel, defendeu nesta quinta-feira, 15, a prorrogação da lei que trata da renegociação d...
15/03 | 18:55h - (Por Gil Maranhão
Presidente do BNB vê “grande desafio” regularizar dívidas de 517 mil produtores rurais ”e os credenciar para novos créditos”

(Brasília-DF, 15/03/2018) O presidente do Banco do Nordeste (BNB), Romildo Carneiro Rolim, afirmou nesta quinta-feira, 15, que as agências estão mobilizadas em todos os nove e...
» Áudio
ID:
Senha:

Apóiam essa idéia:
Bancada do Nordeste 2005 - Política Real - Todos os direitos reservados
Contato: redacao@bancadadonordeste.com.br